sábado, 17 de abril de 2010

CONFERIDA


Vai lá se saber o que ela queria, morava no meio daquela calçada
fazia décadas, não sabíamos como e quando chegara,
já fazia parte da paisagem.
Resmungava o dia todo. Uma ou outra coisa a gente até entendia,
mas a maioria era uma ruminação de palavras feias.
Se a gente olhava ela corria brandindo um porrete que mais
parecia a extensão da sua mão.
Se a gente passava de cabeça baixa ela xingava mais alto, pra provocar.
Berrava até a gente sumir na poeira.

Até o dia em que passamos, em bando, e lá estava, sentada, calada,
sem o porrete, sem mais nada sobre si a não ser a pele que Deus lhe deu.
Ainda comentamos:
"A doidinha  enloucou de vez"!

Olhava pro céu como se desvendasse o milagre da vida.

Bem no final da tardinha voltamos pra conferir,
nesta curiosidade indecente de seres humanos,
e lá estava, dura como o porrete que lhe acompanhou
boa parte da vida.

E conferimos:

Ela desvendara o milagre da morte


(Elza Fraga)

10 comentários:

  1. Cessação de lamúrias... dá até um vazio, mas a este é fácil de se acostumar.

    Vc sempre criativa, poetisa.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Brigadim, Lara, pelo comentário e visitinha.
    Bitokitas!

    ResponderExcluir
  3. Aro, moreno alheio, que bom ver vc aqui!!!
    Bitokitas e luz procê.

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga, que poesia linda! conheci alguém assim. Sua poesia é uma homenagem a quem vê a vida por uma outra porta e nós, inconsequentes, os chamamos de loucos, mas também é exatamente assim que eles nos percebem.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Custódia
    Nesses contos poéticos estou fazendo o exercício de enxergar a vida e suas mazelas.
    As vezes gente [comum, como eu] vive num mundinho Barbie, onde tudo é rosa chok, rsrs.
    Mas depois de tanto a vida dar porretadas, começamos a olhar ao redor. Aí se descobre que tem coisa bonita e coisa feia. Gente limpa, de perfume frances e gente suja catando restos. Gente racional e gente que já foi racional e ensandeceu de dor.
    A ficha cai e a gente ou escreve e bota tudo pra fora, ou sai berrando pelo mundo afora.
    Escolhi a primeira alternativa, rsrsrs.
    Bitokitas e brigadim pela visita.

    ResponderExcluir
  6. Olá minha cara amiga!

    tu, como sempre, densa!
    tens o dom de dizer muito em poucas palavras!
    muitíssimos parabéns a ti.

    abração procê!
    (fazia tempos já que não te via)

    daufen bach.

    ResponderExcluir
  7. Oi, querido! saudades de ti!
    Nesta minha volta, meio tempestuosa,
    te re-achei no orkut, rsrsrs.
    Brigadim pela visitinha.
    Pegou o bolo de fubá?
    Aahh, já tinham comido tudo???
    Volta que eu faço outro, rsrsrs.
    Bitokitas coloridas de luz procê.

    ResponderExcluir
  8. This will astonish you!
    Please see before you judge!

    ZEITGEIST: ADDENDUM

    http://www.zeitgeistmovie.com/

    Money as debt

    http://www.youtube.com/watch?v=vVkFb26u9g8

    project camelot magnetic motor

    http://www.youtube.com/watch?v=hkgyY47duCM

    Importante please pass forward

    ResponderExcluir
  9. Anonymous, here's his message:
    (Anônimo, eis o seu recado:)

    This will astonish you!
    Please see before you judge!
    (Isso vai surpreender você!
    Por favor, consulte antes de julgar!)


    Pardon me, but surprises scare me, especially on the Internet
    (Perdão, mas surpresas me assustam, principalmente na internet)

    kisses.

    ResponderExcluir